Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

QTDEI: Propriedade intelectual, autorias, plágios: direitos, (...)

QTDEI: Propriedade intelectual, autorias, plágios: direitos,(ab)usos e
desafios
(problemática histórico-filosófica, jurídico-social e tecnológica)
 - este sim, o título completo! Uff! -

Este pequeno workshop foi mais uma das sessões que, com diversos temas, se fazem com regularidade sob o patrocínio do DEI no ISEP. Decorreu no dia 5 de Dezembro (chuva a mais..) apenas durante a tarde.

Teve 3 oradores: a Doutora Otília Lage -
A autoria em questão no ciberespaço: plágios e "contra-assinatura" -  aqui a vossa caríssima (adorei aquela da consultora em bibliotecas digitais:obrigada Engº, MESMO) - Propriedade intelectual: algumas considerações sobre o conceito e a sua dimensão no ambiente digital - e por fim o Engº Paulo Ferreira - Uma perspectiva histórico-tecnológica das patentes e do copyright.

Começou com o tom sempre académico que a Doutora Otília imprime a estas coisas.
Passou à minha travessia absolutamente meteórica sobre Direito, o que é isso de Direito, passar depressa para os Direitos de Autor, diferenças entre Direito de Autor e Copyright, tratados internacionais existentes, Directivas e Lei em vigor para principiantes.
Quando acabei, pareceu-me que tinha só acabado de ler o título do tema!... lol
O Engº Paulo Ferreira deu uma daquelas suas apresentações cheias de humor e, sobretudo, sumo, muito sumo.

Mas o melhor deste workshop, é que o período de debate e de perguntas deve ter sido maior do que as apresentações todas juntas, e ainda teve de se "cortar o pio" a algumas pessoas.
Isto sim, são eventos a que dá gosto ir.
As pessoas que vão estão interessadas em aprender, têm dúvidas e querem tirá-las. Se for preciso estarem 3 pessoas a mostrar pontos de vista diferentes e tudo a tentar dar uma resposta o mais correcta possível está-se. E esteve-se.
Assim é bom partilhar conhecimentos, ainda que tivessemos saído lá para as 20:00h.
Assim sabe bem.
E o que é interessante, é que quem assistiu (e a sala não estava vazia) não eram profissionais LIS. Nem bibliotecários, nem arquivistas, nem documentalistas, nem museólogos, nem gestores de informação. Eram engenheiros e futuros engenheiros informáticos.

Que diferença para o Seminário do CPF...


publicado por Cristina Mouta às 03:01
link do post | comentar | favorito

Seminário sobre disponibilizar informação na web: problemática e desafios

Os trabalhos (?)

Este Seminário decorreu como resultado de uma parceria da BAD e do CPF.
O Menú era convidativo, com pratos de fazer crescer água na boca.
Azarito!
È espantosa a quantidade de vezes que caímos na mesma canção!...
Não duvido da qualidade dos títulos académicos dos oradores, e muito menos das boas intenções de todos, desde a organização aos oradores e até mesmo aos assistentes.
O que me faz espécie é que, não apenas uma, mas DUAS juristas, vão a uma conferência destas debitar termos técnicos, que foram e se calhar um dia serão (fazendo uma brincadeira com a obra de T.H. White) circunstâncias concretas. Para usar os mesmos termos, falaram imenso de disposições gerais e abstractas que já não estão em vigor, outras que estão em vigor tipo "pica montinhos" (como se ouviam dantes em sample os discos de vinil...), outras que se calhar ainda vão estar em vigor daqui a uns dias e, melhor ainda, outras que deverão ser revistas e tornadas Directivas para serem integradas e harmonizadas com o Ordenamento jurídico nacional, por força do artº8 da Constituição da República Portuguesa.
E no fim: "desculpem lá qualquer coisinha, porque isto se calhar são termos muito técnicos para vocês, mas olhem, quem perceber percebeu, os outros, perguntem ao advogado da empresa."
Que lata!!!
Vão a um seminário de profissionais fora da área delas, têm perfeita consciência disso, mas não esboçaram o menor esforço para adequar a linguagem de forma a que todos as pudessem entender.
As únicas pessoas que conheci pessoalmente até agora e que tinham esse tipo de comportamento, uma era deficiente mental, as outras faziam-no para conseguir status e revelar ao mundo como os outros eram seres inferiores por não entenderem linguagem tão "chãzinha".
Eu estou convencida que as pessoas saíram de lá para o almoço mais confusas do que quando entraram. E as que queriam aprender também!!
E se há confusão quanto a estes assuntos nos círculos dos profissionais de LIS!
De tarde, mais um prato com mais nome que conteúdo. Nem sei porque não lhe deram nome francês e chamaram Nouvelle Cuisinne...
Nada de novo fosse qual fosse a direcção da bússola!

publicado por Cristina Mouta às 01:53
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007

Conferência sobre Direitos de Autor II


Não ponho em questão a complexidade do tema. Nem de perto nem de longe.
Os Direitos de Autor e os direitos conexos, o real enquadramento de cada um dos intervenientes nestes processos, o real enquadramento desses mesmos processos, as consequências do lobbying das grandes empresas quer nas práticas quer nas tentativas para a criação de novas leis. Qual o mundo em que neste momento se vive, e as consequências destas acções.
E muitos mais assuntos, todos vitais no mundo de hoje para todos, quanto mais para os profissionais da informação.
E todos deficientemente referidos no dia 12. Tive mesmo muita pena que a Doutora Vitória Rocha não tenha tido oportunidade para maiores desenvolvimentos ao tema. Talvez para outra vez...
É preciso que se convençam, de uma vez por todas, que estes assuntos merecem um tratamento mais cuidado. E que fazer uma conferência para cada tema não é demais.

publicado por Cristina Mouta às 11:16
link do post | comentar | favorito

Conferência sobre direitos de autor

No passado dia 12 de Outubro a BAD-Norte (para os que fazem questão nos desdobramentos: Associação de bibliotecários, arquivistas e documentalistas - delegação Norte) organizou uma conferência sobre Direitos de Autor, na Biblioteca Pública Municipal do Porto.
Eu fui. Mais uma vez dei o meu tempo por bem usado ao ouvir a Doutora Maria Vitória Rocha, ainda que esta não tenha referido alguns aspectos para não sobrepor a sua contribuição aos temas a tratar pelos Dr. António Sá Santos e Dr. Adalberto Barreto.
Isso foi uma pena.
E com todo o respeito que me merecem os Drs António Sá Santos e Adalberto Barreto, passo a explicar porque não considerei as suas comunicações muito interessantes.
Não vou pedir desculpa pela minha opinião, mas peço desculpa se considerarem que esta foi fruto de falta de conhecimento.
Quanto ao tema copiar ou não copiar, ou mesmo copiar o quê... não esclareceu mais do que uma conversa de café. Com as mesmas dúvidas a pairar no ar se calhar.
Alguém falou ou tirou dúvidas sérias sobre os problemas dos DRM quanto a cópias legitimadas por lei de documentos legalmente adquiridos? Não ouvi.
Alguém falou nos tipos de presunção de uso legítimo de documento, ou parte dele, em ambiente web, e em que condições é que isto se faz? Falar, falou, mas tão no ar, e em termos tais que (como resposta a perguntas que apenas marginalmente tinham a ver com esse assunto) que eu, se não tivesse algumas luzes sobre o assunto, a partir de hoje não incluiria um endereço web numa bibliografia sequer, sem pedir autorização ao autor!

Quanto aos desenvolvimentos da questão do comodato pago em bibliotecas públicas (o que é um contrasenso: se é comodato não é pago; se é pago é aluguer ou arrendamento...)
tive muita pena de não ficar mais esclarecida do que quando li a informação enviada pela BAD com as diversas propostas, antes de férias.
E o Dr. Adalberto Barreto, se me permitem a opinião, teve uma intervenção de tal forma vaga que não parecia ter formação em Direito. Eu penso que neste momento de mudanças a este nível, as pessoas querem mesmo saber os quês o os porquês. As pessoas estão a precisar de informação concreta, porque se sentem um pouco perdidas.
Voltando à Conferência em si, não houve ideias novas, não se esclareceram os monstros que continuam a esconder-se debaixo das secretárias dos profissionais da informação.

publicado por Cristina Mouta às 09:50
link do post | comentar | favorito

. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Arquivos

.Links

......algumas ideias


Amnesty
International

.Sic transit gloria mundi

Locations of visitors to this page

.tags

. ambiente(2)

. amizade(3)

. amor(2)

. aprendizagem(3)

. autor(2)

. banda desenhada(2)

. biblioteca pública(2)

. bibliotecas(3)

. carlos drummond de andrade(2)

. censura(2)

. cultura(6)

. direitos de autor(4)

. direitos humanos(4)

. fernando pessoa(3)

. incentivo à leitura(4)

. leitura(3)

. liberdade de expressão(3)

. natal(4)

. poesia(4)

. solidariedade(3)

. todas as tags

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSTag direitos de autor