Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Poesia: acima de tudo SINTA-SE


Por falar na nossa capacidade de expressar o que nos vai na alma, continuo a concordar que nada melhor para isso do que os POETAS.

Assim, aqui vai um singelo contributo meu para que se leia/sinta poesia portuguesa...

Eu adoro esta, pelo que diz e pelo que não chega ao despudor de dizer!



 

Ternura

David Mourão Ferreira

 

Desvio dos teus ombros o lençol
que é feito de ternura amarrotada,
da frescura que vem depois do Sol,
quando depois do Sol não vem mais nada...

 

Olho a roupa no chão: que tempestade!
há restos de ternura pelo meio,
como vultos perdidos na cidade
em que uma tempestade sobreveio...

 

Começas a vestir-te, lentamente,
e é ternura também que vou vestindo,
para enfrentar lá fora aquela gente
que da nossa ternura anda sorrindo...

 

Mas ninguém sonha a pressa com que nós
a despimos assim que estamos sós!

 

 

 

desenho de Francisco Simões in Colóquio|Letras: http://www.coloquio.gulbenkian.pt/historia/david_mourao_ferreira.htm

 

--

publicado por Cristina Mouta às 09:00
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De MAlexandra Basto a 18 de Julho de 2008 às 21:21
Como não comentar?
A poesia é uma das mais belas formas de "comentar" a VIDA... É sempre preciso quem ouse a poesia!
Pergunto-me qual será o próximo poema que nos darás a sentir...(?)

Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Arquivos

.Links

.tags

. ambiente(2)

. amizade(3)

. amor(2)

. aprendizagem(3)

. autor(2)

. banda desenhada(2)

. biblioteca pública(2)

. bibliotecas(3)

. carlos drummond de andrade(2)

. censura(2)

. cultura(6)

. direitos de autor(4)

. direitos humanos(4)

. fernando pessoa(3)

. incentivo à leitura(4)

. leitura(3)

. liberdade de expressão(3)

. natal(4)

. poesia(4)

. solidariedade(3)

. todas as tags

.subscrever feeds