Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

CTDI2007? Já passou...

A única coisa que ainda se pode prever nestas coisas dos Encontros, Congressos, etc, é que terminam. Não, evidentemente, no sentido da existência dos dinossauros. Se bem que, por vezes, há organizações que nos fazem ter vontade de que terminassem a sua existência, precisamente no mesmo sentido dos referidos animais...
Mas até nem foi este o caso. Ok, sou tendenciosa, formei-me em CTDI: o atraso de uma hora que me pôs virada do avesso noutro lado, em Vila do Conde nem senti. Tudo bem, as cadeiras são confortáveis, também estava com sono... mas não ad
ormeci. Vá lá...
Falou-se muito nos coffee break que não deviam ter sido agendadas tantas video-conferências, porque estavam sempre a dar problemas, atrasaram imenso os trabalhos, e isso só dava má imagem.
Não concordo muito com isso. Está certo, já se inventaram muitas tecnologias de telecomunicações que suplantam, de longe, aquilo de que a ESEIG pode dispor. Mas o facto de não se ter o sistema de comunicações da CIA, ou da NSA (não, não é a NASA, é a National Security Agency) não invalida que com o que temos não tentemos fazer alguma coisa. Lá diz o Manifesto Bibliotecários 2.0:"Não esperarei até que algo seja perfeito antes que eu o lance, e melhorá-lo-ei baseado no feedback do utilizador."
Daí que o importante foi começar a utilizar este tipo de ferramentas, ver o que falhou e melhorar para a próxima vez.
No entanto, concordo com o facto de que, quando Richard Wallis quis entrar (pontualmente), e a Dr.ª Luísa Alvim estava a começar a sua apresentação (com atraso), deviam ter pedido desculpas e deixado seguir a videoconferência. Assim conseguiu-se que as duas pessoas tivessem tido "tempo de antena" simultâneamente, o que não foi agradável para ninguém.
publicado por Cristina Mouta às 20:29
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Lino Oliveira a 3 de Junho de 2007 às 20:59
Tem razão: tivemos algumas problemas com as teleconferências.
Mas é preciso constatar algumas coisas relativamente a elas:
- usamos a infraestrutura normal de rede da ESEIG, sem nenhum tipo de balançeamento de carga ou prioridades de tráfego, sem recurso a qualquer circuito especial; por isso abdicamos do vídeo
- usamos aplicações web gratuitas ou de muito baixo custo (Skype, Webex), disponíveis para todos na Web
É certo que corremos riscos; uns foram ultrapassados da melhor maneira, outros nem tanto. Mas só assim foi possível termos "presentes" 3 pessoas que queríamos muito ter, e que de outra forma não teria sido possível.
E provamos, pelo menos a nós próprios, que é possível, com ferramentas gratuitas ou baratas fazer coisas aparentemente complexas.
Cumprimentos,
Lino Oliveira

Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Arquivos

.Links

.tags

. ambiente(2)

. amizade(3)

. amor(2)

. aprendizagem(3)

. autor(2)

. banda desenhada(2)

. biblioteca pública(2)

. bibliotecas(3)

. carlos drummond de andrade(2)

. censura(2)

. cultura(6)

. direitos de autor(4)

. direitos humanos(4)

. fernando pessoa(3)

. incentivo à leitura(4)

. leitura(3)

. liberdade de expressão(3)

. natal(4)

. poesia(4)

. solidariedade(3)

. todas as tags

.subscrever feeds